sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Surpresas da vida...

"Alegrem-se teu pai e tua mãe, e regozije-se a que te gerou" ( Provérbios23:25)


É tão bom quando a vida nos surpreende...quando nos arranca um sorriso espontâneo... que perdura.

Foi esse o efeito em mim causado  por essa imagem...um momento mãe e filha que não é flagrado a todo
instante, não obstante sabermos que tais momentos se multiplicam na privacidade dos lares.

Em dias tão perturbados onde o terror nos estupra a alma e o medo nos assedia, uma imagem dessas nos
faz lembrar que a vida não é só dissabores.

A vida pode ser, sim, como num conto de fadas, feita de felicidades para sempre, quando nos permitimos mergulhar no universo infantil e dele desfrutar, por minutos que sejam.

Ah, como a corrida pela sobrevivência nos tem privado de momentos mágicos...

Como temos permitido às lágrimas usurparem o lugar da alegria em nossas faces descrentes...
descrentes da fantasia que faz do mundo infantil, um planeta de sonhos onde tudo é possível...
descrentes da utopia que aposta numa sociedade melhor à partir da reciclagem de nós mesmos...
descrentes até das palavras do Filho de Deus que afirmou ter vindo ao mundo para nos trazer uma vida abundante.

E que abundância de vida eu vejo nesta imagem, neste encontro das  formas de amor mais sublime que
existe...mãe e filha interagindo alheias à plateia que os rodeia e certamente os admira.

Fico pensando no sentimento de Cristo, quando repreendeu os discípulos que,  em seu excesso de zelo, impediam os pequeninos de se aproximarem...

"Deixai-os, não os embaraceis", disse o mestre...

Jesus sabia que a alegria da criança é o que melhor expressa o sentimento divino em relação às suas criaturas.

Estou certo de que a vida nos reserva muitas surpresas, e parte delas nos passam desapercebidas na medida em que deixamos de viver intensamente cada momento.

Quantas surpresas nos aguardam no âmbito da vida familiar...

Quantas surpresas pelos caminhos que trilhamos cotidianamente , mas que o tédio não nos permite vislumbrar...

Surpresas como esta imagem que me encantou, me emocionou e me conduziu nesse gostoso devaneio, o
qual encerro apropriando-me de um trecho da música "My Way", pois a reflexão sobre a história da nossa
vida tem que nos levar ao ponto de dizer:

Valeu a pena.

"Eu já amei, ri e chorei
Cometi minhas falhas, tive minha parte nas derrotas
E agora, conforme as lágrimas escorrem
Eu acho tudo tão divertido".


Marcello di Paola



Dedicado a Camila Roman de Moraes, Muito obrigado por me ceder a foto.






Um comentário:

  1. Vc traduziu bem o que, por trás das câmeras acontecia...Obrigada!

    ResponderExcluir