sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Tempo de abraçar...ou não...

"Tudo tem o seu tempo determinado...
...tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar." (Eclesiastes 3:1 e 5)

O homem é um ser sociável. Ele tem necessidade de interagir com o próximo. É na familia que se dá essas primeiras interações que vai se ampliando no curso da vida. Há momentos, no entanto, que o homem sente a necessidade de estar só. Só consigo mesmo...só com Deus. Esta solidão pode ser muito frutífera para alguns, ao passo que para outros pode ser devastadora. O que sabemos com certeza, é que existe tanto o "tempo de abraçar", marcado pela efervecência nas relações pessoais, como o tempo de "afastar-se de abraçar", marcado por uma reclusão muitas vezes auto-imposta. Não obstante o abismo que separa as duas condições, é possível tirar lições valiosas de cada uma delas.
Penso que devemos viver intensamente os "momentos" da vida. Momentos que duram minutos, horas, dias, semanas, meses e anos...
O valor das relações não é medido pelo tempo do convívio tão somente, mas pela intensidade com que se vive.

Jesus esteve três anos acompanhando e sendo acompanhado por seus discípulos. Era tempo de abraçar.

Cumprida sua missão redentora, ausentou-se para o seio do Pai. Era tempo de afastar-se de abraçar.

Não raro, Jesus mantinha uma vida social ativa, comia e bebia na casa dos amigos.

Era tempo de abraçar.

Algumas vezes, porém, preferia estar só para orar.

Era tempo de afastar-se de abraçar.

Em geral quando estamos ao lado de quem amamos intensamente, nos esquecemos ou quem sabe insistimos em não aprender, que isso não representa mais que uma fração da eternidade que se reveza entre momentos de abraçar e afastar-se de abraçar.
Alguém ja disse com muita propriedade que "nada é nosso...tudo é emprestado", e isto inclui nossas relações pessoais, família, pai, mãe, irmãos, amigos e amores...

Sofremos muito mais quando deixamos de encarar essa realidade, pois ela se materializará diante de nossos olhos mais cedo ou mais tarde, e isso, sem exceções.
O afastar-se de abraçar é comumente visto como negativo diante do abraçar. Convém lembrar, porém, que o "afastar-se" de Jesus correspondeu à vinda do Consolador para habitar conosco até a consumação dos séculos. O Espírito Santo veio e nos abraçou para sempre!

Se eventualmente, você que me lê, estiver vivendo um desses momentos de afastar-se de abraçar, lembre-se que o Consolador está a disposição de todo a quele que lhe confiar suas tristezas e angústias. Ele, e tão somente Ele, sabe dimensionar a intensidade de sua dor, oferecendo-lhe o seu abraço.
Aproveite portanto... pois o afastar-se de abraçar bem pode ser na verdade, tempo de abraçar e ser abraçado pelo próprio Deus.


Marcello di Paola


14 comentários:

  1. Olá Marcello,
    Raramente faço algum comentário sobre algo que leio. Hoje, portanto foi diferente porque, esse versículo me acompanha e vice-versa. Tempo para mim sempre foi algo difícil de eu aceitar ou conviver com ele. Tempo foi a palavra chave da minha vida. Primeiramente, aceitação, depois, aprendizagem. Não digo com convicção porque, ainda não sei se realmente Deus me ensinou por vias turbulentas a esperar.
    Tempo combina com espera e eu estou esperando há 12 anos o tempo de Deus.
    Você disse sobre afastar de abraçar; pois é, foi um tempo, e esse tempo se faz presente ainda, que me afastei de tudo e de todos. Faz tempo que não dou aquele abraço afetuoso, faz tempo que deixei de muitas coisas que gosto de fazer. Não encontrei ainda, alguém que tenha experiência do tamanho da minha em relação a esse versículo "Tempo" Foi exatamente aí que Deus me ensinou a ter paciência. Há um versículo inserido no capítulo 3 que é o tempo da cura.Então Marcello, há tempo para todas as coisas debaixo dos céus!
    Um abraço,
    Fica na paz do Senhor...
    Cidinha

    ResponderExcluir
  2. Oi Marcello,
    Voltei. Li seu perfil. Ainda há pessoas que realmente sabe o que escreve. Não só escrever, e sim, sentir aquilo que está sendo escrito. Você me passa isso. Também se escreve com o coração!
    Que Deus te abençoe e te capacite espiritualmente, sempre!

    ResponderExcluir
  3. Texto 1.0000.0000.0000.0000.000.000.00
    Bjks....to te seguindo.
    Agora falta vc me seguir
    Semana 1.000

    ResponderExcluir
  4. Cidinha, quero lhe agradecer pelas palavras de incentivo e também gostaria de te incentivar em relação ao seu tempo e sua espera. Também sempre tive problemas com o tempo. Há pelo menos 4 anos iniciei o que posso chamar de uma "jornada pródiga". Consciente dos riscos, assumi suas consequências. O Salmo 116:3 fez um tremendo sentido na minha vida quando li "Angústias do inferno se apoderaram de mim".
    Ainda escreverei sobre isso. Então, Cidinha, querida, me identifico com vc e com sua rpovação. Oro para que Deus abrevie tua espera e que "demora" seja compensada pela glória que certamente será muito maior.

    Um grande abraço na Paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  5. Andréia, obrigado
    Certamente te seguirei.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  6. Marcello,
    Obrigada pela sua sensibilidade. Como é maravilhoso quando a pessoa se expressa com a alma, com o coração.
    Você tem uma grande arma nas mãos que não mata, e sim, edifica, instrue e devolve a vida que é a palavra de Deus. Sua cultura e humildade faz de você um grande homem.
    Estarei te seguindo!
    Um abraço afetuoso de sua irmã em Cristo.

    ResponderExcluir
  7. O tempo que te afastou é o mesmo que aguarda o seu retorno.

    ResponderExcluir
  8. Obrigado por me acompanharem nesta jornada reflexiva pelos reconditos de nossas almas.

    ResponderExcluir
  9. Olá meu querido Marcelo!!
    Acho que sou meio suspeita em fazer qualquer tipo de comentário sobre td que vc escreve, pq td seria redundante.
    Te amo e junto com vc td o que vc escreve, pois tive o privilegio de estar contigo em um tempo em que estavamos vivendo esses "devaneios de pregador"
    até mais
    Soraia

    ResponderExcluir
  10. Sorainha, querida...que belos tempos aqueles héim...hehe...e como devaniamos entre teologias e filosofias. Vc sempre foi uma referência pra mim e me assistiu como uma verdadeira amiga nos piores e nos melhores momentos. Posso esquecer a Pedra Viva, mas de vc jamais...abraço no Clidão...
    Obrigado por me visitar e devaniar comigo neste espaço.

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Ótimo texto professor!
    Eu acho que nunca tinha pensado por esse lado, realmente, às vezes precisamos nos "afastar de abraçar" e ter nosso momento de reflexão, mas sem dúvida Deus continua nos dando abraços constantes *--*

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Kelly, querida...sinta o abraço de Deus a cada instante...bjs

      Excluir
  12. OI MARCELLO PORACASO ESTAVA ESCREVENO E VIM ALGO SOBRE DEVANEIROS ENTÃO EU RESOLVI ENTRAR GOSTEI MUITO DAS COISAS QUE VC ESCREVEU POIS EU ESTOU MUITO NESSECITADA DESTE ABRAÇO MUITO FORTE E PALAVRAS QUE POSSA ACALMAR O MEU CORAÇÃO E MEU ESPIRITO E PENSAMENTO, A UM ANO E UM MES EU PERDI MEU UNICO FILHO QUE PARA MIM ERA TUDO O QUE EU TINHA DEPOIS DESTE DIA EU NAO CONSIGO MAIS VIVER PARA MIM MESMA POIS A UNICA VOLTADE QUE EU TENHO E DE MORRER PARA QUE EU POSSA ESTAR COM ELE NOVAMENTE NAO SEI SE ISSO E POSIVEL MAIS EM MEU PENSAR EU ACREDITO SIM QUE EU POSSO ME REENCONTRAR COM MEU FILHO POIS EL ERA MUITO IMPORTANTE PARA MIM E AINDA CONTINUA SENO POIS TODOS OS DIAS EU ENTRO NO QUARTO DELE ONDE FICA O COMPUTADOR E ESCREVO COISA PARA ELE CONTANO TUDO O QUE EU FIZ, TUDO O QUE ACONTESE NO MEU DIA DI ATÉ O DIA QUE U VOU AO CEMITERIO QUE PARA MIM ISSO AGORA E UMA COISA QUE EU TENHO QUE FAZER TODA SEMANA PELOMENOS UMA VEZ NA SEMANA EU TENHO QUE IR LA SIM POIS SE EU NAO VOU ME PAREÇE QUE ESTA FALTAMDO ALGU DENTRO DE MIM QUE EU NAO SEI O QUE E DEPOIS QUE VOU LÁ DAI SIM MEU CORAÇÃO FICA MAIS ALIVIADO POIS FLTA DEL PARA MIM E MUITO GRANDE E EU AINDA NAO CONSIGO ENTENDER O PORQUE ELE TEVE QUE PARTIR E ME DEIXAR AQUI ATÉ HOJE EU TENTO ENTERDER O PORQUE DISSO, MAIS NAO ENCONTRO RESPOSTA EM LUGAR NEM UM, SE VC TIVER UMA PALAVRA AMIGA PARA PODER ACLMAR MEU CORAÇÃO EU TE AGRADEÇO DEZ DE JÁ MUITO OBRIGADO E QUE DEU TE ABENÇOE AMÉM...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria poder te abraçar agora "Anônimo", dividir com vc essa dor sufocante.Primeiramente, quero que saiba que Deus te compreende e tudo o que sentes é do conhecimento dEle. Continue indo ao cemitério, faça tudo que seu coração pedir no tocante a isso, pois ele está ferido. Vc não encontrará resposta, porque simplesmente ela não existe. O que houve foi uma anomalia, seu filho é quem tinha que te enterrar. O que vc precisa agora é desse abraço consolador. Deus te espera de braços abertos. Não tenho palavras mágicas pra esse momento, mas o que eu tenho eu te dou... Meu forte e cordial abraço, minhas lágrimas que misturadas à sua e as de quem nos lê, chegará como uma oração sublime ao coração do Pai Eterno.Não antecipe nada, vc também morrerá, assim como eu,e quem sabe, Deus nos permita todos se encontrar...Fica firme anônimo, pois se Deus te confiou esta prova é porque te considerou forte o bastante para suportar. Um dia tudo fará sentido. Deixo registrado as palavras finais do texto:

      "Se eventualmente, você que me lê, estiver vivendo um desses momentos de afastar-se de abraçar, lembre-se que o Consolador está a disposição de todo a quele que lhe confiar suas tristezas e angústias. Ele, e tão somente Ele, sabe dimensionar a intensidade de sua dor, oferecendo-lhe o seu abraço.

      Um grande abraço.

      Excluir